sexta-feira, 20 de julho de 2018

CAPITULO 13 - He is The Storm... I Am Calm After The Storm! 


ANTERIORMENTE... 



Continuamos a relembrar das ex-namoradas dos nossos amigos, uma pior que a outra, e que eram tão malucas que pensávamos que vinham do manicômio. Tinha uma que parecia uma propaganda ambulante; aquela que era muito desleixada; a adoradora de aranhas e até uma que queria fazer truque de mágicas, mas que não sabia nem fazer o truque do dedão. Uma hora, todos encontram sua alma gêmea, digamos assim, sua outra metade que te completa. Assim, como encontrei Nareesha; Tom encontrou Kelsey e agora, Nathan achou Alex, e em algum momento Max e Jay encontraram e talvez neste momento, compreendera o amor de Nath por Alex e de Alex por Nath.

AGORA...

ALEX 



— O que você estava fazendo? — Murmura. Bocejando sonolento, coçando os olhos. Colocou a bandeja na cômoda e sento ao seu lado, deixando minhas mãos em suas pernas. 

— Vêm aqui. — Digo, puxando pro meu colo. 

— Fiz o café, ovos com bacon, suco de laranja e... Que foi? — Explicou, mas não consigo terminar, quando reparou sua expressão séria. 

— Olha, onde coloca essa mão! — Exclama. Uma ideia surge na minha mente. 

— Quê tal aqui? — Proponho. Subindo minha mão pela sua perna e lhe dando chupões no pescoço, esfregando minha mão entre suas pernas. 

— Por favor, pare! Por favor, PAREE!!! — Diz me empurrando pra longe. 

— Me desculpe. — Peço. Não consigo evitar, ele estava tão sexy com aquela camisa social. Droga! Sykes, você vai me matar de tesão! Queria arrancar aquela roupa e desvendar os mistérios do seu corpo. 

 Chega por um tempo, você não dá sossego. Fizemos tanto nestes últimos dias, que meu corpo está todo dolorido. — Reclama massageados os ombros. Suspiro desistindo de convence-lho. 

— Diz isso agora, quando estamos na cama e meu... está dentro... você fica maluquinho. — Tento dizer ainda com sua mão tampando minha boca. 

— SHIU...— Ressoa, virando pra voltar à dormir. Ignorando pelo meu namo... ficante, tinha que acontecer comigo. 

— Droga! Vou ter que dá uma passadinha no banheiro. — Resmungo. 

— Aproveita que você está lá, toma um banho frio. — Propõe com o som abafado pelo travesseiro, ignorando minha situação delicada. 

— Você podia me ajudar? — Comento como quem não quer nada. 

— Já disse que não! E também parece que tudo com a gente terminam em sexo. — Reclama. Queria dizer que queria sair em encontros, andar na rua de mão dada e beijá-lo em público. Mas já sábia às consequências, ainda mais com os meninos no pé desse quase relacionamento. 

— O que está fazendo? — Pergunta rindo. 

— Não importa. Só balança o quadril. — Sussurro no cantinho dá orelha. 

— Já disse que não vamos... — O calo com um beijo e pegou em seus cabelos. Aos poucos o conquistou, vai se entregando aos meus beijos. Não aguento segurar e soltou tudo... 

— Agora, quem precisa de um banho sou eu. — Comenta ofegante. Ficamos com o rosto um do lado do outro, nós olhávamos profundamente. Queria lhe dizer que achava que o amava, mas sei qual séria sua reação; se assustaria e me afastaria novamente. Ele sai de cima de mim... 

— Onde tá indo?  — Questionou. 

— Tomar banho. Preciso ir pra casa ou quer que eu vá assim? — Pergunta. Referindo a camisa que usava e a sujeira que tinha feito. Mordo os lábios e olho o quão sexy estava. 

— Não séria nada mal. — Falou. Ele joga os travesseiros em mim, enquanto ria dele. 

— Safado, você não muda. — Exclama irritado. 

— Desculpe, não há como resistir ao seu charme. — Resmungo. 

— Eu sei, mas precisa resistir ou vão descobrir pelo menos aqueles que não sabem. Que é nosso amigo em comum, Jay. Lembra? — Exclama. Dou um pulou dá cama, como assim só o Jay não sabe? Os outros descobriram? Quando? 

— Espera, espera... Quando os meninos descobriram? — Suou frio, sou um homem morto. 

— Ninguém disse nada, mais acho que eles sabem. — Diz confiante que eles sabem. Suspiro aliviado. Acho que não estou enrascado. 

— Quase tive um ataque, nunca mais diga isso. Pare de pensar muito e aproveite o momento. — Digo. 

— Você não vem? — Pergunta. 

— Como? — Falou confuso com sua mudança. 

— Você me disse que era pra parar de pensar e aproveitar o momento, estou aproveitando cada segundo dele. — Explica, envolvendo seus braços em volta do meu pescoço.  

— Então, vamos pra aquele banheiro ou vamos ficar nós olhando o dia todo? — Sussurra sensualmente. O carrego até o banheiro e o coloco na pia, seguro seus braços contra o espelho e o beijo desesperado pra sentir seus lábios contra os meus. 

— Eu... acho.... que... te... amo... — Diz entre os beijos, com um sorriso apaixonado. 

— Eu também, acho que te amo. — Sussurro na sua orelha. Queria aproveitar cada segundo, cada beijo. 



...



— Boa Tarde. Em que posso te ajudar? — Saudou a moça que trabalha na joalheria. 

— Bom, estou procurando um anel de compromisso. — Digo. 

— Temos esses estilos, gosta de algum? — Pergunta. 

— Têm algo um pouco mais simples, acho que ele não gosta de coisas muito chamativas. — Peço. 

— Sim, temos esses. — Me mostra a variedade de anéis. 

— Esse é lindo, perfeito pra pessoa que quero propor. — Falou, mostrando o anel do canto. 

— Boa escolha, certeza que ele vai amar. — Elogiando a minha escolha. 

— Obrigado. — Agradeço pela sua simpatia. 

— Boa sorte com o pedido de namoro. — Ela diz sendo simpática. Sinto que aquele era um bom momento pra um pedido formal, com o anel escolhido, só ficara faltando á forma de lhe pedir.






NATHAN


— Podemos entrar? — Pede Siva. 


— Claro. Algum problema, pessoal? — Digo os deixando entrar. Sinto meu coração bater rápido, espero que não seja sobre mim e o Alec. 


— Nós sabemos do seu segredo. — Revela Tom. Por um segundo, penso que meu coração ia parar. Eles não disseram o que era, vou fingir que não sei do que estão falando. Dou um riso, disfarçado meu nervosismo. 


— Do que estão falando? Não tenho segredo algum. — Desconversou de maneira que pareça verdade e que demonstre minha total confiança naquilo que digo. 


— Chega mentir pra todos, inclusive pra você. Eu sei, todos aqui sabem que você tem um romance com o Alex. Lembra? Eu te vê beijando na rua. — Exclamação Max. 


— E eu sei que era você com ele, naquele dia do churrasco, ainda usou a mesma jaqueta que estava na sala do Alex, mais cedo naquele dia. — Completo Tom. 


— Ok. Era eu, a jaqueta era minha. E sim, tenho rockanroleado com o Alex. Algum problema? — Explodo e conto toda á verdade. 


— Algum problema, sério? — Se exalta Tom. 


— Viemos aqui pra te aconselhar há terminar com o Alex, é um erro ter esse romance. — Aconselha Siva. 


— Sim, cara. Só vai trazer problema pra ambos. — Diz Max. 


— Desculpa! Quem são vocês mesmo? Alguém fez lavagem cerebral em vocês, cadê meus amigos que respeitam minhas decisões? — Exclamou irritado com suas atitudes. 


— E mais, nunca disse nada pra terminarem com suas namoradas. Aceitei todas, mesmo que fosse horrível comigo ou mesmo que tivessem atitudes podres, com outras pessoas. O que achariam se eu metesse o nariz no seu namorado com a Kelsey? Ou com a Nareesha? Talvez com a Natalie? Não iam gostar certo, assim como amam elas, eu amo o Alex. 


— Espera, você está tendo um romance com a Natalie? — Pergunta Siva chocado. 


— Não interessa, estamos falando sobre o Nathan, não sobre mim e a Natalie. — Resmunga Max. 


— PESSOAL! FOCO. — Grita Tom. 


— Quer saber, quer continuar nesse romance? Então, fique nessa coisa com o Alex, só não vêm chorar quando ele partir seu coração ou quando o Jay descobrir esse absurdo, por que saiba que ele vai descobrir, cedo ou tarde, toda mentira caí. — Completo Tom. 


— Têm mais, o melhor que te damos como seus amigos é contar ao Jay, antes que descubra por outra pessoa. — Aconselha Max. Decepção; tristeza e raiva eram os sentimentos que sentia quando sai daquele quarto. 



...



TELEFONEMA


— Alô. — Tentou disfarçar o choro. 

— Querido, sou eu. Está tudo bem? Você está estranho. Aconteceu alguma coisa?  — Ressoa a voz. Mães são incríveis, de longe sente quanto tem algo de errado, ainda espero descobrir que a minha é uma super heroína, com super poderes secretos. 

— Mãe, est... — Começo a chorar novamente. Droga! Não posso chorar agora, ela vai ficar preocupada. 

— Nathan, o que está acontecendo? Claramente está chorando! Fale comigo. — Fala com um tom mais forte, cheio de preocupação. 

— Desculpa, não queria te preocupar. — Sussurro aos prantos. 

— Primeiro, respira e acalma se, depois me diga o que aconteceu, querido? — Pergunta. Respirou fundo e tento me acalmar. 

— Eu... eu acho... acho que me apaixonei. — Conto com muito medo dá sua reação, espero que não me odeie por gostar de outro cara. 

— Mais isso é maravilhoso! Ela não gosta de você? Se for isso, tem muitas outras garotas que merecem seu coração, boba é essa garota por não te dar uma chance. — Tenta me consolar. 

— Não, acho que essa pessoa também gosta de mim. O problema é que os meninos acham errado ficar com essa pessoa, na verdade, tentaram me convencer a acabar o que temos. — Explico. 

— Querido, ninguém tem nada com sua vida. Se você gosta mesmo dessa pessoa, ninguém pode te fazer terminar. E mais, espero que traga ela pra conhece sua mãe. E Afinal, como se chama a garota que roubou seu coração? — Ela me pergunta. 

— Alex, ele se chama Alex. Sei que deve estar me odiando, mas o que sinto por ele, nunca sente por outra pessoa. Mamãe, eu o amo! Por favor, não me odeie. 

— Meu amor, nunca poderia te odiar. Você é e sempre foi meu pequeno milagre, não conseguiria te odiar mesmo que quisesse. Pra mim, não importa que seja ela ou ele, o importante é que você esteja feliz. Ainda quero conhecê-lo, tenho certeza que esse tal Alex é um gato. Pensando bem, vem aqui pra conversarmos, meu filho. — Me pede. 

— Obrigado, não sabe como fico aliviado. Eu... eu adoraria ir pra conversarmos. Daqui a pouco nos vemos. — Sinto todo aquele peso sair dos meus ombros, suspirou um tanto aliviado. 








CONTINUA...

.  



  • Um pouco atrasada, mais espero que gostem. Mudei um pouco, espero que não achem estranho esse novo jeito de deixar o texto.
  • Rockanrolear ou Rock ''N'' Roller: É um momento sexual entre duas pessoas ou mais. Inspiradas na minha novela favorita, Casi Angeles.




sexta-feira, 6 de julho de 2018


Eu Indico...


Obs: Ultimamente tenho estado viciada no Batman, mesmo não sendo fã do Batman, sempre foi fascinada pelo Robin's (Dick Grayson em especial). Então, espero que gostem. 


An Apology

My Brain Occasionally Malfunctions

My Favorite Place is Inside Your Hug

Manor

Through the Mirror, Darkly

Day of the Un-Dead

Mask

Time to Live - Time to Die

It's not Blackmail

Freedom

Not the Last

Forehead Kisses

Nestled in Blankets

(Tomorrow) i'll be Something Better Yet

A Visit

The Meaning of Robin

Always There For You

Dulcis Patria (Sweet Homeland)

Home For Christmas

A Family Visit

When The Past Comes Back

First

Stupid Boyfriends

Cah. Tecnologia do Blogger.

This Is Me


"Don't Be Afraid To Dream"

Working Now!

Me Apaixonei Por Você - MONDAY/TUESDAY

Liars - WEDNESDAY/THURSDAY

The King Have Triplets - FRIDAY/SATURDAY

Schedule Of Posts


Me Apaixonei... Caí Por Você - Capítulo 16 ✍️
(13/07/2018)

Liars - Capítulo 03 ✍️
(27/07/2018)

Eu Indico... Batman & Robin's Part 2✍️
(03/08/2018)

Me Apaixonei... Caí Por Você - Capítulo 17 ✍️
(10/08/2018)

The King Have Triplets - Capítulo 14 ✍️
(17/08/2018)

Facebook