quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Nathan


Todos têm segredos até mesmo eu. Temos aqueles que se podem contar, porque não mudaria à vida de ninguém e aquelas que destruiriam, não só a sua vida, como também dos envolvidos em questão de segundos. O meu é daquelas que são uma bomba nuclear, segredo ao qual esperava guardar há sete chaves, mais que não ficou... Segredo que desabrochou o ódio na pessoa errada.

Alison é a pessoa que definitivamente me odeia e que com certeza quer minha morte ou não!? Já que a deixa entretida com meu sofrimento. Ela é a namorada do Jay, é do tipo de garota que pensa ter o mundo girando ao seu redor o tempo todo, e é a encarnação da malévola, pena que só eu sei disso.

Meu segredo? Sou apaixonado por um dos meus melhores amigos, que tinha que ser o namorado da Alison, deu para ver o problema que estou. Ela me ameaça; me bate e fez coisas ainda piores no dia-a-dia. Sei que poderia revidar, mas sei também que ela tem mais poder que eu! Ahn... Credo que fedor, tinha que ser ela e seu perfume fedido, qual vai ser sua nova ameaça!?

Ela me puxa até o banheiro e me joga no chão, como se fosse uma sacola de compras. Enfiava minha cabeça dentro da privada, como se fosse um daqueles valentões do colégio, que gostavam de praticar bullying com os indefesos.

 Melhor que se afaste do meu namorado, ouviu sua aberração?  Ela me ameaça.  Olhe para você, pensa que alguém vai te amar? Você é feio; gordo; nojento, tenho ânsia de pessoas como você. Ah... Um conselho amigo, vai fazer um regime, vai...  Ela me aconselha.

 Acho ridículo que pense que alguém te ama! Saiba que os meninos; sua família; suas fãs, apenas te tolheram, mais nenhum deles "te ama"!  Ela cuspe na minha cara.

 Dá para parar de ser um bebê choram!? Você é o tipo de pessoa que não merece viver, devia acabar logo com isso e se matar. Sinto tanto nojo de você!  Ela saiu batendo a porta. Me encolhe num cantinho, chorou até pegar no sono...


Já estava virando rotina acordar no chão e houveram dias aos quais pensei que nunca mais acordaria ou pelo menos rezei para que isso acontecesse. Só quero que esse sofrimento se acaba de uma vez, porque ela não me mata? Porque o mundo está contra mim? O que eu fiz de errado? Porque devo sofrer tanto em suas mãos? Já perdi ás esperança de ser feliz, um dia!




Alison

           
           Sinto-me suja, só de estar ao seu lado, dá vontade de vomita, só de pensar às nojeiras que deseja fazer com meu namorado, o meu Jay, meu! Aquela aberração vai ter o que merece, vai sofrer muito até chegar ao ponto de um suicídio. Ah se vai...

          — Estou morta de saudade do meu baby, sábia? — Falou manhosa. Enquanto, esfregava a minha perna nas suas.  Imaginou...  Ele me beija. Queria tanto que aquela aberração estivesse assistindo.
— Melhor nós levantarmos. Logo o pessoal está correndo e gritando no corredor.  Ele diz se levantando, mais antes me dá um ultimou beijou.  Claro, meu amor.  Concordou.

           Terminamos de nós arrumar e vamos ao encontrou dos outros. Oh gentinha que não aguentou, no dia que me casar com o meu Jay, juro vou afastar esses amigos.
Todos são má influência; Tom é um baderneiro, que só pensa em festa, sua namorada é do mesmo jeito; Max é um mulherengo, assim mesmo namorado há tanto tempo com essa tal de Lily, outra má influência; Siva e Nareesha são muito chatos, as vezes muito entediantes.

          — Bom Dia!  Falamos juntos. Faço aquela cara sorridente e me ofereço para ajudar Kelsey e Nareesha.  Cadê o Nath?  Meu namorado pergunta. Revirou os olhos, sempre essa praga!!
 Foi chama-lo, ele me expulsou a ponta pés.  Reclama Tom.  Mais claro, você adora mexer nas suas coisas, se fosse comigo faria o mesmo!  Exclama Max.  Eu também! - Fala Siva. Em questão de segundos, todos concordam. Mais que gentinha, AFF... OPA!! Surgiu uma ideia, maravilhosa.

          — Vou no toalhete, já voltou.  Sussurro na sua orelha. E em vez de ir ao banheiro, vou ao seu encontrou. Ele não estava no quarto, mais claro! Estava no meu lugar favorito "O BANHEIRO".
 Pronto para receber o castigo que merece?  Exclamou venenosa. Ele dá um pulo de susto e dá um passo para trás. Eu o pegou pelo colarinho e o jogo no chão, batendo com a cabeça no armário da pia. Droga!! O que eu faço? AHH, já sei...

            Buscou ás latinhas de cerveja e jogou pelo chão, e procurou a garrafa vazia de vodca, colocou em qualquer lugar do chão e vou buscá-lo. Limpou o sangue da sua cabeça e o puxou até o quarto.
 Olha, o que você me obriga a fazer?  Reclamou. Sabendo estar inconsciente. - Mas, nem que não haverá volta, você vai me pagar!  Exclamou maldosa. Hum... Hora de dar início ao meu plano! Jogou um pouco de colírio para fingir estar chorando, esfregou um pouco a maquiagem e começo a fingir estar preocupada com essa aberração.

          — SOCORRO! SOCORRO! MENINOS!! SOCORRO! ALGUÉM ME AJUDA!? PRECISOU DE AJUDA!!  Gritou, fazendo uma voz de indefesa. E quando vejo, todos estavam entrando no quarto desesperados. Parece que meu plano está dando super certo, idiotas!.

          — O que aconteceu, ali?  Siva me pergunta.  Eu não sei, ele estava desmaiado quando cheguem. - Soluçou, findo estar chorando. Meu Jay; passa o braço em torno de mim, me consolando. Eu sou uma gênia! Eles estão acreditando, obrigada; aulas de teatro. Eles o carregam até sua cama, faziam cara de preocupados. Aposto que estão achando que ele é um alcoólico, se duvidar o mandam para uma clínica de reabilitação, o que não seria de má ideia!.


         — Ele bebeu até desmaiar, no mínimo!  Afirma Max, com a garrafa de vodca na mão.  Ele não é de fazer isso, deve ter algum enganou?  Defende Lily. Lá vêm a defensora das aberrações.  Não... Mais se ele tiver um problema com bebidas? Nós devemos ajudar, é isso que amigos fazem.  Convence Kelsey. Sempre têm aquela que quer manter os amigos, Aff.  Só vamos saber quando ele acordar.  Diz o meu Jay. Ah amor, não importa, tudo que sair de sua boca vai aparentar ser mentiras e, eu serei a única certa nesta história.


CONTINUA



  • Publicada no spirit, pelo usuário:  CahStClair




Cah. Tecnologia do Blogger.

This Is Me


No mundo que vivemos, aceitar que ser Youtuber é um trabalho e escrever fanfic é hobby, é uma sacanagem com aqueles que ficam noites escrevendo pra postar um capitulo, mesmo quando temos bloqueio mental, sempre estamos quebrados a cabeça pro passo seguinte, então sim, escrever fanfic não é um hobby, é um trabalho como qualquer outro, amamos fazer isso. Então só peço respeito por cada obra, mesmo àquelas que não gosta cada autor colocaram tudo de si nelas e merecem nosso respeito, mesmo não sendo autores reconhecidos pela mídia, eles devem ser reconhecidos por nós leitores.

Working Now!

Me Apaixonei Por Você - MONDAY/TUESDAY

Liars - WEDNESDAY/THURSDAY

The King Have Triplets - FRIDAY/SATURDAY

Schedule Of Posts

Liars - Capítulo 03 ✍️

The King Have Triplets - Capítulo 13 ✍️

Me Apaixonei... Caí Por Você - Capítulo 16 ✍️

Eu Indico... Justin Bieber (Fanfiction)

Facebook